Arquivo do mês: outubro 2012

Carta aberta ao Prefeito de Belo Horizonte

Belo Horizonte, 24 de outubro de 2012
Excelentíssimo Senhor Prefeito
Márcio Lacerda
 
Venho por meio de esta carta aberta demonstrar a minha indignação em relação ao fim do Ensino Médio na Escola Municipal Luiz Gatti (EMLG), localizada na região do Barreiro na cidade de Belo Horizonte. No último dia 17 fomos informados – após uma reunião sem pauta – do fechamento de seis turmas de primeiro ano do Ensino Médio da EMLG a partir do ano de 2013, o que, consequentemente, acarretaria o fechamento das turmas de segundos e terceiros anos em 2014 e 2015, respectivamente. É fato que há anos paira sobre a nossa escola a ameaça do fim do Ensino Médio, e sempre estivemos lutando em prol da manutenção do próprio na EMLG. Portanto, não é agora que ficaremos de braços cruzados.
Atualmente, existem 18 turmas de Ensino Médio na EMLG nos turnos da manhã e da noite, com uma média de 500 alunos. A qualidade de nossa escola é incomparável à qualidade das outras escolas que existem na região. Nós temos ótimos professores, muitos com várias pós-graduações – alguns até mesmo com mestrado e doutorado – e mais de 16 anos de exercício da profissão. A infraestrutura da EMLG é admirável, contamos com 20 salas de aula – equipadas com quadros brancos e carteiras espaçosas e em número suficiente para todos os alunos – duas quadras poliesportivas cobertas, uma quadra de vôlei/peteca e vestiários masculino e feminino, uma sala multimídia, um auditório com capacidade para 220 pessoas, banheiros masculino e feminino, uma biblioteca comunitária – que é reconhecida como biblioteca polo da região – e um pátio principal que permite o acesso às diversas dependências da escola.
A comunidade escolar se sente traída, pois, vale ressaltar, o senhor Prefeito foi reeleito em 1º turno nas eleições do último dia 7, sendo que na contagem final dos votos o senhor Prefeito ficou em 1º lugar na região do Barreiro com mais de 52% do eleitorado da região a seu favor. Apenas 10 dias após as eleições é anunciado o fim do Ensino Médio em nossa escola.
Devo dizer que é lamentável que um representante do povo aja de tal forma em relação a uma comunidade que o apoiou em sua reeleição. Todos nós sabemos da precariedade da educação em nossas Escolas Estaduais, e não é justo que alunos que estão desde o 6º ano na EMLG sofram uma mudança tão drástica na qualidade de ensino quanto se transferirem para uma escola que não atenda às necessidades básicas de um aluno do Ensino Médio. Além disso, são 1.200 vagas em 5 Escolas Estaduais da região do Barreiro. Essas vagas não são apenas para os alunos dos 9ºs anos da EMLG, mas também para os alunos dos 9ºs anos de toda uma região e de regiões próximas – a EMLG não atende alunos somente da região Barreiro. Portanto, essas vagas são insuficientes para atender toda a demanda de alunos.
Como estudante do 3º ano do Ensino Médio eu luto há anos por essa causa. Apesar de estar prestes a entrar para uma instituição de Ensino Superior, desejo que todos os alunos da EMLG tenham a oportunidade de, assim como eu, receber um ensino que lhe dê uma base para a entrada em uma faculdade, vindo de professores qualificados e em uma ótima infraestrutura. Terei orgulho em dizer que concluí meu Ensino Médio na EMLG, e lutarei o quanto for preciso para que outros alunos também possam sentir esse orgulho.
Nós, 2.600 alunos da EMLG, não permitiremos que um direito nos seja tirado sem luta. Permaneceremos de pé, unidos por uma causa comum: uma educação de qualidade. O Gatti, unido, não será vencido!
 
Com o respeito que é necessário,
Ana Sabina Esteves Ferreira,
Aluna do 3º ano do Ensino Médio da Escola Municipal Luiz Gatti.

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized